Inglesei total

Outro dia, uma amiga norte-americana, outra australiana e eu conversávamos sobre como é complicado administrar a maternidade com um trabalho que requer muitas viagens. Eu sei , ‘it’s a nice problem to have’ = é bom problema de se ter. Depois de mencionadas todas as conhecidas culpas de mãe, a amiga norte-americana ponderou:

“É ótimo acumular um montão de milhas e poder ter acesso ‘a sala VIP, mas quando estou com meus dois filhos não me deixam entrar pois só tenho direito a um convidado”. Eu imediatamente concordei. “Ridículo, né? ‘As vezes, falta um pouco de flexibilidade neste povo”.

A australiana, sem filhos, nem titubeou. “É só esperar na porta da sala VIP e, quando chegar um passageiro(a) sozinho(a), pedir para ele(a) se não poderia colocar um de seus filhos para dentro”. Este é o sinal do meu silêncio catatônico. Óbvio, não é mesmo?

A norte- americana fez aquela cara de quem não entendeu a sugestão ou de quem pensava “não vou aborrecer os outros com isto” . Eu, quando me recuperei do choque de inglesice , murmurei meio envergonhada. “Inglesei total”. Isto nunca tinha passado pela minha cabeça! Até já pedi para uma amiga que viajava junto convidar um dos meus filhos mas ‘falar com estranhos’ ?!? Agora, quando contei aos meus filhos, eles tiveram a mesma reação que a minha. ‘Pedir pra estranhos?!?” A minha na inglesice e não na flexibilidade brasileira.

6 Replies to “Inglesei total”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s